Hey, soul sister (Quer ouvir? Aperte o play!)

Pages

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Por obséquio, leia meu texto. Obrigada.

Minha educação NÃO depende da sua. Mas vou te contar, tá dose conviver no mundo de hoje. Não sei onde as pessoas foram deixando a gentileza ultimamente, os homens então, pelamordasanta! A falta de educação tem sido tanta que em determinadas horas penso que ser educada é sinal de idiotice. Mas peralá, ainda não me dei por vencida. Hoje o caixa do banco me deu um "Boa tarde, moça" com tão boa vontade e com um enorme sorriso, que realmente me fez acreditar que ainda existem pessoas com ao menos um mínimo de noção de boas maneiras. Não que eu ache que eu tenha que sorrir para o mundo. Aliás, desconfio sempre do excesso de simpatia. Os simpáticos em demasia sempre me causaram pavor, pois costumam passar um ar de falsidade que arrepia minha espinha. Mas a educação, essa sim, deveria ser obrigação no dia-a-dia, no convívio social. Essa semana agradeci às pessoas que me deram parabéns. E uma dessas pessoas teve a gentileza de apagar meu recado, pelo simples prazer de ser mal educada, ou talvez por medo sei lá do que. Gente, até onde sei, não mordo. Que bela grosseria! Hoje tb estive em um supermercado, olhei para a caixa e lhe desejei boa tarde, e a bonita olhou na minha cara, depois virou para a outra menina ao lado: -" Fulana, que horas são hein? Tô doida pra ir embora". Fiquei com vontade de voar nela. Existiram ainda outras situações, aliás muitas, milhões. PelamordeDeus, ceder um lugar a um ancião no lotação, pedir desculpas, agradecer, dar bom dia, boa tarde, boa noite, pedir licença ao invés de empurrar, pedir por favor, enfim... Cumprir com o mínimo das regras educacionais não vai levar ninguém à forca. Então, não sei pq parece ser tão difícil. Desde sempre, mamãe e papai me ensinaram que assim deveria ser. Eu tô tentando apenas cumprir meu papel. Cumpramos todos o nosso! Let's go!

1 comentários:

flavynhafs disse...

adorei a escrita informal!
ps: ´´peralá´´ muito bom rs

Postar um comentário